A sua empatia te levará longe

12 de setembro de 2019

Em artigos anteriores, falei a respeito de ser um profissional multitarefa, do quão relevante é sua formação acadêmica, trajetória profissional e principalmente a sua experiência na prática. Mas o que tem me chamado a atenção é o quanto tenho visto empresas e pessoas buscarem algo além dessas qualificações. Na realidade, o que te apoiará a chegar ainda mais longe, é o quanto de empatia você tem a oferecer.

A palavra empatia, refere-se ao sentimento de quem é capaz de se colocar no lugar do outro. Uma pessoa empática, antes de qualquer coisa, sabe observar e ouvir. Costuma deixar o egocentrismo de lado para entender os diversos pontos de vista, aumentando a probabilidade de encontrar soluções inovadoras diante dos desafios.

Você já se questionou quanta empatia distribui por aí?

Observe como estão seus relacionamentos, eles costumam ser os mesmos ou nos últimos meses você conheceu novas pessoas, lugares, empresas? O que as pessoas que te conheceram recentemente falariam a seu respeito? De forma simples, o que é interpretado e o estímulo que fica no outro, acontece a partir de como agimos, do que dissemos ou fizemos.

Uma pessoa sem empatia não costuma demonstrar sentimentos e emoções. Diversos são os fatores que bloqueiam esse sentimento: alguns são os vícios que levam o indivíduo a se fixar no comodismo do que já conquistou e/ou realizou. Também, a se apegar apenas naquilo que almeja, impedindo-o de se abrir para o novo.

No ambiente profissional, é essencial desenvolver essa inteligência. Ela oportuniza se relacionar de forma duradoura, criar vínculos, favorece seu networking, gera mais engajamento e satisfação no trabalho. Afinal, você nunca sabe o dia de amanhã, então, seja empático.

Sugiro considerar passos simples que as empresas e pessoas podem adotar para facilitar uma efetiva empatia com os colaboradores, clientes e fornecedores:

Se conheça e conheça o outro

Tenha consciência das suas próprias emoções, afinal, a empatia necessita da inteligência emocional para existir. A partir disso, aumentam-se as chances de reconhecer e entender as emoções do outro. Oportunize momentos e situações para conhecer novas pessoas, profissionais, fornecedores, clientes, abra-se para o novo.

Saiba ouvir

Para saber ouvir é preciso estar atento. Silencie seus pensamentos e evite os pré-julgamentos. Preste atenção em expressões não verbais e na real necessidade de quem está a sua frente.

Fale menos

Muitas vendas são perdidas e negócios são comprometidos por excesso de argumentação. Fale com fluidez, boa dicção, administre sua a velocidade da fala, faça pausas, e principalmente adeque o assunto e vocabulário ao ambiente e interlocutor.

Seja objetivo

Desenvolva suas ideias com início, meio e fim. Use exemplos reais para fortalecer seus argumentos.

Nada há de mais precioso no campo das relações, do que saber transitar e identificar suas habilidades humanas.

Um dos programas da FIND é o Career Planning, onde é feito o planejamento e orientação da sua carreira, oportunizando momentos de discussão e compreensão do cenário atual para se sobressair e se desenvolver. Também, o Coaching, diferente de ser uma terapia ou um processo exclusivamente de descoberta e reflexão, é uma metodologia que leva o Coachee (cliente) invariavelmente a uma evolução.

Acesse o novo site da HC Consulting, saiba mais e conte conosco!

Escrito por Nayara Nocera
Diretora HC Consulting Maringá